terça-feira, 17 de janeiro de 2017

1ª Leitura - Hb 8,6-13 - 20.01.2017

6ª-feira da 2ª Semana do Tempo Comum
20 de Janeiro de 2017
Cor: Verde

Cristo é o mediador de uma aliança bem melhor.

Leitura da Carta aos Hebreus 8,6-13

Irmãos:
6Agora, Cristo possui um ministério superior.
Pois ele é o mediador de uma aliança bem melhor,
baseada em promessas melhores.
7De fato, se a primeira aliança fosse sem defeito,
não se procuraria estabelecer uma segunda.
8Com efeito, Deus adverte:
'Dias virão, diz o Senhor, em que concluirei
com a casa de Israel e com a casa de Judá
uma nova aliança.
9Não como a aliança que eu fiz com os seus pais,
no dia em que os conduzi pela mão
para fazê-los sair da terra do Egito.
Pois eles não permaneceram fiéis à minha aliança;
por isso, me desinteressei deles, diz o Senhor.
10Eis a aliança que estabelecerei com o povo de Israel,
depois daqueles dias - diz o Senhor:
colocarei minhas leis na sua mente
e as gravarei no seu coração,
e serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.
11Ninguém mais ensinará o seu próximo,
e nem o seu irmão, dizendo:
'Conhece o Senhor!'.
Porque todos me conhecerão, desde o menor até o maior.
12Porque terei misericórdia das suas faltas,
e não me lembrarei mais dos seus pecados.'
13Assim, ao falar de nova aliança,
declarou velha a primeira.
Ora, o que envelhece e se torna antiquado
está prestes a desaparecer.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

1ª Leitura - Hb 7,25 - 8,6 - 19.01.2017

5ª-feira da 2ª Semana do Tempo Comum
19 de Janeiro de 2017
Cor: Verde

Cristo ofereceu sacrifícios uma vez por todas,
oferecendo-se a si mesmo.

Leitura da Carta aos Hebreus 7,25 - 8,6

Irmãos:
25Jesus é capaz de salvar para sempre
aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus.
Ele está sempre vivo para interceder por eles.
26Tal é precisamente o sumo sacerdote que nos convinha:
santo, inocente, sem mancha,
separado dos pecadores
e elevado acima dos céus.
27Ele não precisa, como os sumos sacerdotes
oferecer sacrifícios em cada dia,
primeiro por seus próprios pecados
e depois pelos do povo.
Ele já o fez uma vez por todas, oferecendo-se a si mesmo.
28A Lei, com efeito,
constituiu sumos sacerdotes sujeitos à fraqueza,
enquanto a palavra do juramento, que veio depois da Lei,
constituiu alguém que é Filho, perfeito para sempre.
8,1O tema mais importante da nossa exposição é este:
temos um sumo sacerdote tão grande,
que se assentou à direita do trono da majestade, nos céus.
2Ele é ministro do Santuário e da Tenda verdadeira,
armada pelo Senhor,
e não por mão humana.
3Todo sumo sacerdote, com efeito, é constituído
para oferecer dádivas e sacrifícios;
portanto, é necessário que tenha algo a oferecer.
4Na verdade, se Cristo estivesse na terra,
não seria nem mesmo sacerdote,
pois já existem os que oferecem dádivas de acordo com a Lei.
5Estes celebram um culto
que é cópia e sombra das realidades celestes,
como foi dito a Moisés,
quando estava para executar a construção da Tenda.
'Vê, faze tudo segundo o modelo
que te foi mostrado sobre a montanha'.
6Agora, porém, Cristo possui um ministério superior.
Pois ele é o mediador de uma aliança bem melhor,
baseada em promessas melhores.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

1ª Leitura - Hb 7,1-3.15-17 - 18.01.2017

4ª-feira da 2ª Semana do Tempo Comum
18 de Janeiro de 2017
Cor: Verde

Tu és sacerdote para sempre
na ordem de Melquisedec.

Leitura da Carta aos Hebreus 7,1-3.15-17

Irmãos:
1Melquisedec, rei de Salém,
sacerdote de Deus Altíssimo.
saiu ao encontro de Abraão,
quando esse regressava do combate contra os reis,
e o abençoou.
2Foi a ele que Abraão entregou o dízimo de tudo.
E o seu nome significa, em primeiro lugar, 'Rei de Justiça';
e, depois: 'Rei de Salém',
o que quer dizer, 'Rei da Paz'.
3Sem pai, sem mãe, sem genealogia,
sem início de dias, nem fim de vida!
É assim que ele se assemelha ao Filho de Deus
e permanece sacerdote para sempre.
15Isto se torna ainda mais evidente,
quando surge um outro sacerdote,
semelhante a Melquisedec,
16não em virtude de uma prescrição de ordem carnal,
mas segunda a força de uma vida imperecível.
17Pois diz o testemunho:
'Tu és sacerdote para sempre
na ordem de Melquisedec'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Hb 6,10-20 - 17.01.2017

3ª-feira da 2ª Semana do Tempo Comum
17 de Janeiro de 2017
Sto. Antão Ab, memória
Cor: Branco

A esperança, com efeito, é para nós
qual âncora da vida, segura e firme.

Leitura da Carta aos Hebreus 6,10-20

Irmãos:
10Deus não é injusto,
para esquecer aquilo que estais fazendo
e a caridade que demostrastes em seu nome,
servindo e continuando a servir os santos.
11Mas desejamos que cada um de vós mostre até ao fim
este mesmo empenho pela plena realização da esperança,
12para não serdes lentos à compreensão,
mas imitadores daqueles que,
pela fé e a perseverança,
se tornam herdeiros das promessas.
13Pois quando Deus fez a promessa a Abraão,
não havendo alguém maior por quem jurar,
jurou por si mesmo,
14dizendo: 'Eu te cumularei de bênçãos
e te multiplicarei em grande número'.
15E assim, Abraão foi perseverante
e alcançou a promessa.
16Os homens juram, de fato, por alguém mais importante,
e a garantia do juramento põe fim a qualquer contestação.
17Por isso, querendo Deus mostrar,
com mais firmeza, aos herdeiros da promessa,
o caráter irrevogável da sua decisão,
interveio com um juramento.
18Assim, por meio de dois atos irrevogáveis,
nos quais não pode haver mentira por parte de Deus,
encontramos profunda consolação,
nós que tudo deixamos
para conseguir a esperança proposta.
19A esperança, com efeito, é para nós
qual âncora da vida, segura e firme,
penetrando para além da cortina do santuário,
20aonde Jesus entrou por nós, como precursor,
feito sumo sacerdote eterno na ordem de Melquisedec.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Hb 5,1-10 - 16.01.2017

2ª-feira da 2ª Semana do Tempo Comum
16 de Janeiro de 2017
Cor: Verde

Mesmo sendo Filho, por aquilo que ele sofreu,
aprendeu o que significa a obediência.

Leitura da Carta aos Hebreus 5,1-10

1Todo sumo sacerdote é tirado do meio dos homens
e instituído em favor dos homens
nas coisas que se referem a Deus,
para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados.
2Sabe ter compaixão
dos que estão na ignorância e no erro,
porque ele mesmo está cercado de fraqueza.
3Por isso, deve oferecer sacrifícios
tanto pelos pecados do povo,
quanto pelos seus próprios.
4Ninguém deve atribuir-se esta honra,
senão o que foi chamado por Deus, como Aarão.
5Deste modo, também Cristo não se atribuiu a si mesmo
a honra de ser sumo sacerdote,
mas foi aquele que lhe disse:
'Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei'.
6Como diz em outra passagem:
'Tu és sacerdote para sempre, na ordem de Melquisedec.'
7Cristo, nos dias de sua vida terrestre,
dirigiu preces e súplicas,
com forte clamor e lágrimas,
àquele que era capaz de salvá-lo da morte.
E foi atendido, por causa de sua entrega a Deus.
8Mesmo sendo Filho,
aprendeu o que significa a obediência a Deus
por aquilo que ele sofreu.
9Mas, na consumação de sua vida,
tornou-se causa de salvação eterna
para todos os que lhe obedecem.
10De fato, ele foi por Deus proclamado sumo sacerdote
na ordem de Melquisedec.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Is 49,3.5-6 - 15.01.2017

2º Domingo do Tempo Comum
15 de Janeiro de 2017
Cor: Verde

Farei de ti a luz das nações
para que sejas minha salvação.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 49,3.5-6

3O Senhor me disse: 'Tu és o meu Servo,
Israel, em quem serei glorificado'.
5E agora diz-me o Senhor
-ele que me preparou desde o nascimento
para ser seu Servo - que eu recupere Jacó para ele
e faça Israel unir-se a ele;
aos olhos do Senhor esta é a minha glória.
6Disse ele: 'Não basta seres meu Servo
para restaurar as tribos de Jacó
e reconduzir os remanescentes de Israel:
eu te farei luz das nações, para que minha salvação
chegue até aos confins da terra'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

1ª Leitura - Hb 4,12-16 - 14.01.2017

Sábado da 1ª Semana do Tempo Comum
14 de Janeiro de 2017
Cor: Verde

Aproximemo-nos com toda a confiança, do trono da graça.

Leitura da Carta aos Hebreus 4,12-16

Irmãos:
12A Palavra de Deus é viva,
eficaz e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes.
Penetra até dividir alma e espírito,
articulações e medulas.
Ela julga os pensamentos e as intenções do coração.
13E não há criatura que possa ocultar-se diante dela.
Tudo está nu e descoberto aos seus olhos,
e é a ela que devemos prestar contas.
14Temos um sumo sacerdote eminente, que entrou no céu,
Jesus, o Filho de Deus.
Por isso, permaneçamos firmes na fé que professamos.
15Com efeito, temos um sumo sacerdote
capaz de se compadecer de nossas fraquezas,
pois ele mesmo foi provado em tudo como nós,
com exceção do pecado.
16Aproximemo-nos então, com toda a confiança,
do trono da graça,
para conseguirmos misericórdia
e alcançarmos a graça de um auxílio no momento oportuno.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB