sábado, 24 de setembro de 2016

1ª Leitura - Am 6,1a.4-7 - 25.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
26º DOMINGO Tempo Comum
Cor: Verde

Agora o bando dos gozadores será desfeito.

Leitura da Profecia de Amós 6,1a.4-7

Assim diz o Senhor todo-poderoso:
1aAi dos que vivem despreocupadamente em Sião,
os que se sentem seguros nas alturas de Samaria!
4Os que dormem em camas de marfim,
deitam-se em almofadas,
comendo cordeiros do rebanho
e novilhos do seu gado;
5os que cantam ao som das harpas,
ou, como Davi, dedilham instrumentos musicais;
6os que bebem vinho em taças,
e se perfumam com os mais finos ungüentos
e não se preocupam com a ruína de José.
7Por isso, eles irão agora
para o desterro, na primeira fila,
e o bando dos gozadores será desfeito.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ecl 11,9-12,8 - 24.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 25ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Lembra-te do teu Criador nos dias da juventude,
antes que volte o pó à terra e o sopro de vida volte a Deus.

Leitura do Livro do Eclesiastes 11,9-12,8

9Alegra-te, jovem, na tua adolescência,
e que o teu coração repouse no bem nos dias da tua juventude;
segue as aspirações do teu coração
e os desejos dos teus olhos;
fica sabendo, porém,
que de tudo isso Deus te pedirá contas
10Tira a tristeza do teu coração,
e afasta a malícia do teu corpo,
pois a adolescência e a juventude são vaidade.
12,1Lembra-te do teu Criador nos dias da juventude,
antes que venham os dias da desgraça
e cheguem os anos dos quais dirás:
'Não sinto prazer neles';
2- antes que se obscureçam o sol, a luz,
a lua e as estrelas,
e voltem as nuvens depois da chuva;
3quando os guardas da casa começarem a tremer,
e se curvarem os homens robustos;
quando as poucas mulheres cessarem de moer,
e ficarem turvas as vistas das que olham pelas janelas
4e se fecharem as portas que dão para a rua;
quando enfraquecer o ruído do moinho,
e os homens se levantarem ao canto dos pássaros,
e silenciarem as vozes das canções,
5e houver medo das alturas e sobressaltos no caminho,
enquanto a amendoeira floresce,
o gafanhoto se arrasta
e a alcaparra perde o seu gosto,
porque o homem se encaminha para a morada eterna,
e os que choram já rondam pelas ruas;
6- antes que se rompa o cordão de prata
e se despedace a taça de ouro,
a jarra se parta na fonte,
a roldana se arrebente no poço,
7- antes que volte o pó à terra, de onde veio,
e o sopro de vida volte a Deus que o concedeu.
8Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes,
tudo é vaidade.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ecl 3,1-11 - 23.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
S. Pio de Pietrelcina Presb, memória
Cor: Branco

Há um momento oportuno
para tudo que acontece debaixo do céu.

Leitura do Livro do Eclesiastes 3,1-11
1Tudo tem seu tempo.
Há um momento oportuno
para tudo que acontece debaixo do céu.
2Tempo de nascer e tempo de morrer;
Tempo de plantar e tempo de colher a planta.
3Tempo de matar e tempo de salvar;
tempo de destruir e tempo de construir.
4Tempo de chorar e tempo de rir;
tempo de lamentar e tempo de dançar.
5Tempo de atirar pedras e tempo de as amontoar;
tempo de abraçar e tempo de se separar.
6Tempo de buscar e tempo de perder;
tempo de guardar e tempo de esbanjar.
7Tempo de rasgar e tempo de costurar;
tempo de calar e tempo de falar.
8Tempo de amar e tempo de odiar;
tempo de guerra e tempo de paz.
9Que proveito tira o trabalhador de seu esforço?
10Observei a tarefa que Deus impôs aos homens,
para que nela se ocupassem.
11As coisas que ele fez são todas boas no tempo oportuno.
Além disso, ele dispôs que fossem permanentes;
no entanto o homem jamais chega a conhecer
o princípio e o fim da ação que Deus realiza.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ecl 1,2-11 - 22.09.2016

5ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Não há nada de novo debaixo do sol.

Leitura do Livro do Eclesiastes 1,2-11

2'Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes,
vaidade das vaidades!
Tudo é vaidade.'
3Que proveito tira o homem de todo o trabalho
com o qual se afadiga debaixo do sol?
4Uma geração passa, outra lhe sucede,
enquanto a terra permanece sempre a mesma.
5O sol se levanta, o sol se deita,
apressando-se para voltar ao seu lugar,
donde novamente torna a levantar-se.
6Dirigindo-se para o sul e voltando para o norte,
ora para cá, ora para lá,
vai soprando o vento,
para retomar novamente o seu curso.
7Todos os rios correm para o mar,
e contudo o mar não transborda;
voltam ao lugar de onde saíram
para tornarem a correr.
8Tudo é penoso,
difícil para o homem explicar.
A vista não se cansa de ver,
nem o ouvido se farta de ouvir.
9O que foi, será;
o que aconteceu, acontecerá:
10não há nada de novo debaixo do sol.
Uma coisa da qual se diz: 'Eis aqui algo de novo',
também esta já existiu nos séculos que nos precederam.
11Não há memória do que aconteceu no passado,
nem também haverá lembrança do que acontecer,
entre aqueles que viverão depois.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 20 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ef 4,1-7.11-13 - 21.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
São Mateus, Apóstolo e Evangelista . Festa
Cor: Vermelho

Foi Cristo quem instituiu alguns como apóstolos,
outros como evangelistas.

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 4,1-7.11-13

Irmãos:
1Eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto
a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes:
2Com toda a humildade e mansidão,
suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor.
3Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito
pelo vínculo da paz.
4Há um só Corpo e um só Espírito,
como também é uma só a esperança à qual fostes chamados.
5Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo,
6um só Deus e Pai de todos,
que reina sobre todos,
age por meio de todos e permanece em todos.
7Cada um de nós recebeu a graça
na medida em que Cristo lha deu.
11E foi ele quem instituiu alguns como apóstolos,
outros como profetas,
outros ainda como evangelistas,
outros, enfim, como pastores e mestres.
12Assim, ele capacitou os santos para o ministério,
para edificar o corpo de Cristo,
13até que cheguemos todos juntos à unidade da fé
e do conhecimento do Filho de Deus,
ao estado do homem perfeito
e à estatura de Cristo em sua plenitude.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

1ª Leitura - Pr 21,1-6.10-13 - 20.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
Ss. André Kim Taegon Presb, Paulo Chong Hasang e Comps. Mts, memória
Cor: Vermelho

Sentenças diversas.

Leitura do Livro dos Provérbios 21,1-6.10-13

1O coração do rei nas mãos do Senhor
é como água corrente;
ele o dirige para onde quer.
2O homem pensa que o seu caminho é sempre reto,
mas é o Senhor quem sonda os corações.
3Praticar a justiça e o direito
é mais agradável ao Senhor do que os sacrifícios.
4Olhar arrogante e coração orgulhoso,
a lâmpada dos malvados não é senão o pecado.
5Os projetos do homem aplicado produzem abundância,
mas todos os apressados só alcançam indigência.
6Tesouros adquiridos com língua mentirosa
são ilusão passageira dos que procuram a morte.
10A alma do malvado deseja o mal,
ele olha sem piedade para o seu próximo.
11Quando se castiga o zombador, aprende o imbecil,
e quando o sábio é instruído, ele adquire mais saber.
12O justo observa a casa do ímpio
e leva os ímpios à desgraça.
13Quem tapa os ouvidos ao clamor do pobre,
também há de clamar, mas não será ouvido.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

1ª Leitura - Pr 3,27-34 - 19.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

O Senhor detesta o perverso.

Leitura do Livro dos Provérbios 3,27-34

Meu filho:
27Não recuses um favor a quem dele necessita,
se tu podes fazê-lo.
28Não digas ao próximo: 'Vai embora,
volta amanhã, então te darei',
quando podes dar logo!
29Não trames o mal contra o próximo,
quando ele vive contigo cheio de confiança.
30Não abras processo contra alguém sem motivo,
se não te fez mal algum!
31Não invejes o homem violento,
e não escolhas nenhum de seus caminhos,
32porque o Senhor detesta o perverso,
mas reserva sua amizade aos íntegros.
33O Senhor amaldiçoa a casa do ímpio,
mas abençoa a morada dos justos.
34Ele zomba dos zombadores,
mas concede o seu favor aos humildes.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB